Apoio cultural

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Supermercado Maciel baixou os preços das carnes

O empresário Jozias Lopes Maciel informou ao blog Una Na Mídia que a sua empresa, o Supermercado Maciel, baixou os preços das carnes. Segundo Jozias, novos preços em promoção devem marcar este final de semana no Maciel.

O Supermercado Maciel sorteia todas as semanas um vale-gás para os clientes e no final do mês há um sorteio extra.  O Maciel aceita qualquer cartão e está sediado na avenida Getulio Vargas, defronte a Rua da Feira.  

Confira os preços
Picanha                                                                                  R$ 25,00
Fraldinha                                                                                R$ 15,99
Contra-filé                                                                              R$ 19,80
Filé                                                                                         R$ 23,99
Cruz machado                                                                         R$ 14,90
Chupa molho                                                                           R$ 10,50
Acém                                                                                      R$ 11,99
Agulha                                                                                    R$ 10,99
Peito                                                                                       R$ 11,99
Chan de fora                                                                           R$ 17,99
Chan de dentro                                                                        R$ 19,80
Alcatra                                                                                    R$ 19,80
Carne de pescoço                                                                    R$  9,99
Paleta                                                                                     R$ 13,99
Fígado bovino                                                                         R$ 12,99

As mutações das palavras sem alterar a grafia. A pizza de hoje não é a mesma de ontem.

Por: Renê Sampaio - DRT 6319. Radialista e Bel em Direito

A bem da verdade, não temos autoridade para referenciar sobre o tema ortográfico e pedagógico, mas o fato curioso aconteceu esta semana numa escola da rede pública municipal de ensino. Talvez como uma forma pedagógica para informar as transformações das palavras no tempo, o diretor de uma escola convidou o prefeito e outras personalidades para acompanhar na prática a feitura de uma pizza e para os mais críticos (ao qual eu me filiou), é mais fácil ensinar o aluno a fazer pizza, do que fazê-lo conhecer de seus próprios direitos.

A palavra pizza que antes era entendida como uma massa alimentícia, hoje transformou-se ironicamente num termo de gozação aos resultados das investigações contra agentes políticos no Brasil. A atitude da direção da escola é digna de elogios, mas seria interessante também demonstrar na prática o direito que esses alunos têm a exemplo de infra-estrutura, transporte escolar de qualidade, iluminação pública e ensino com eficiência – por conta das péssimas condições das estradas vicinais, ainda tem alunos andando de pau-de-arara no município e os alunos universitários enfrentam cadeiras duras cotidianamente num percurso de 220 km, aproximadamente.

A juventude brasileira tem sofrido com as inúmeras injustiças que se cometem neste país, onde as leis de proteção aos cidadãos de bem, se confundem em sua totalidade com a proteção individual de infratores da Lei. O direito das pessoas tem sido tolhido pelas exacerbadas liberdades legislativas concedida aos criminosos. O aluno deveria, de fato, está aprendendo a fazer pizza como profissão, mas também deveria saber das leis de trânsitos, e, sobretudo, assuntos e temas da Lei Maior, especialmente no que tange aos seus DEVERES.

Jovens baleados na Zona do Jacó, em Santa Luzia.

Os indivíduos Carleone Santos de Jesus, 25 anos, e Jancleiton da Silva Oliveira, 18 anos, foram surpreendidos numa propriedade rural, na Zona do Jacó, município de Santa Luzia. Eles foram socorridos por populares ao Hospital Municipal Frei Silvério, mas diante das gravidades foram transferidos para o Hospital Regional em Ilhéus.

Eles contaram à Polícia que quatro homens chegaram armadas em duas motocicletas e investiram contra os mesmos. Carleone responde por homicídio e tráfico de drogas, na Comarca de Coaraci de onde fugiu no ano de 2011, mas foi recapturado no distrito de Outeiro em 2014.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Praça pode dar "dor de cabeça" ao atual prefeito Tiago de Dejair.

Ao custo de R$ 150 mil (cento e cinquenta mil) a atual administração toca uma obra de revitalização da Praça Dr. Manoel Pereira de Almeida, mas o ato de concorrência não foi veiculado em Diário Oficial e a contratação da empresa responsável da obra foi, em tese, de forma direta, pois não houve anuncio para a concorrência pública, conforme prevê a Constituição e a Lei de Licitações. 

Segundo o art. 21, §2.º, inc. IV, da Lei 8666/93, esta modalidade modalidade denominada de convite deve ser publicada em Diário Oficial e jornal de grande circulação com 05 (cinco) dias antecedentes ao evento, o fato representa uma "barbeiragem" da comissão de licitação que pode ocasionar "dor de cabeça" ao prefeito Tiago de Dejair. Fatos idênticos levaram o ex-prefeito José Bispo Santos e empresários aos bancos do réu, eles respondem Ação Civil Pública por improbidade administrativa e Ação Penal. 

Mataram Daínha no Sucupira

Meliantes encapuzados e armados invadiram na noite de ontem (24) a casa de Vanda Maria de Lourdes. O objetivo deles era o de matar o filho dela, o indivíduo Nilton Miranda da Silva. Daínha escapuliu pelos fundos, mas os meliantes atiraram na mãe dele. Vanda foi socorrida pelo SAMU e não corre risco de morte.

Um pastor que estava no local foi solicitado para prestar socorro a Vanda, mas o seu filho resolveu acompanhá-la até o hospital. O carro que prestava socorro foi interceptado e os meliantes assassinaram o indivíduo.

A PM foi ao local, mas a “lei do silêncio” imperou no local. O DPT fez a remoção do corpo e a Polícia Civil deve investigar a investida criminosa. Daínha já havia cumprido pena por crime de furto e ultimamente era suspeito de tráfico no bairro da Usina, grupo rival ao do Sucupira.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Prefeitura gastará R$ 146,7 mil em praça.

Foi publicado no Diário Oficial de hoje (17) o ato administrativo de homologação de convite em que o município vai gastar R$ 146.751,66 (Cento Quarenta e Seis Mil, Setecentos e Cinquenta e Um Reais e Sessenta e Seis Centavos) para revitalizar, implementar paisagismo e serviço iluminação na praça Dr. Manoel Pereira de Almeida. A empresa MDM empreendimento Ltda, sediada em Eunápolis, deve tocar o serviço. A Prefeitura não divulgou a fonte do recurso investido na reforma.

terça-feira, 11 de abril de 2017

O prédio da prefeitura tem nome, mas ainda está desconhecido pela atual gestão.


Malgrado uma Lei aprovada pela Câmara e sancionada pela administração anterior de que o prédio do paço municipal deva ser denominado de Centro Administrativo Luiz Elias de Souza, nenhum esforço foi feito pela atual administração para cunhar o nome do ex-prefeito na fachada do Prédio Público.

A sede da Prefeitura, concluída em 1982, foi idealizada e construída pelo ex-prefeito Luiz Elias, porém o nome dele foi retirado do prédio no governo do ex-prefeito Dejair Birschner, pai do atual prefeito. Na época o Birschner Patriarca era desafeto político de Luiz Elias, mas nas últimas oportunidades, os ex-prefeitos caminhavam na mesma corrente política.

100 dias de governo e o povo ainda esperançoso!

Por: Bel. Renê Sampaio - Radialista DRT 6.319
“É possível fazer diferente” foi a grande marca carregada pelo jovem prefeito Tiago de Dejair durante a sua peleja em outubro do ano passado, mas com 100 dias de gestão o prefeito ainda não conseguiu decalcar, de fato, a sua administração com as diferenças prometidas em palanque – recurso em baixa e sonhos em alta. 

O prefeito promoveu uma importante mudança na estrutura administrativa, porém ainda sem muito reflexo a olho nu. Ele também instalou uma escola de música para os munícipes, tem ajeitado alguns trechos de estradas vicinais e mantém o pagamento dos servidores em dia. Mas por outro viés, aumentou o custo com pagamentos das diárias dos servidores, os veículos novos estão sendo destruídos pela sua equipe, e ele vem sendo induzido a locar carros e imóveis para setores da administração. 

A bem da verdade a equipe da nova gestão parece ainda não ter se aliado aos ditames do líder, este com um pensamento altamente tecnocrata. Alguns problemas de ordem administrativa/financeira, problemas na Saúde, nas Estradas, na Limpeza Urbana e na Educação, entretanto são passíveis de serem sanados durantes os próximos anos de administração.

A verdade é que o prefeito foi induzido a erro a fazer dois eventos festivos nos primeiros dias de governo que lhe causou um agrado político em Comandatuba, mas um desgaste político em Outeiro [sua maior votação proporcionalmente] – além de poucas pessoas que estiveram presentes, o prefeito e sua equipe não foi bem recebido pela comunidade do distrito - foi muito investimento para poucos beneficiados. 

A grande oportunidade de emprego sonhada pelos jovens que o apoiaram foram atendida para alguns, mas as sonhadas vantagens financeiras de outros foram cortadas na cepa, estes que não estão muito satisfeitos e vivem a murmurar pelos cantos da cidade. “O Município tem um índice financeiro a ser cumprido pelo gestor e este deve ser rigorosamente respeitado, sob pena de rejeição de contas”, são argumentos utilizados pelo atual prefeito para conter a “fúria” dos meninos.

Uma administração técnica implementada pela administração anterior e seguida a rigor pelo atual gestor, torna-se impossíveis que suas transformações sejam vistas a curto prazo – é preciso um tempo razoável para a colheita dos frutos. Não se pode aniquilar a qualidade do atual governo, e nem podemos dizer que está sendo diferente, talvez pela tímida equipe implementada, pelos cortes dos vícios insanáveis. Mas o governo segue adiante, pois não é possível fazer diferente, fazendo política [de populismo] e governo ao mesmo tempo - ou um, ou o outro.

Aguardaremos os próximos 100 dias...

Atenção Senhor Secretário de Serviços Públicos ou quem suas vezes fizer!



Os moradores da Rua JJ Seabra e da Barão do Rio Branco estão angustiados com o matagal no interior de um terreno, supostamente, de propriedade do Clube Social de Una. Há noticias de que o local tem servido a ponto de prostituição e uso de drogas por menores infratores.


O município precisa, através de seu Poder de Polícia, intimar o proprietário do terreno baldio e mandar murar, além de fazer a limpeza devida. A Secretaria de Saúde deve fazer uma inspeção do local, pois há informações de foco do mosquito da dengue.

Desde que a área do Clube foi loteada, muito dos terrenos ficaram abandonados por seus proprietários o que causa sensação de  insegurança aos moradores da redondezas. Atualmente a direção do Clube Social de Una enfrenta uma crise financeira e nem mesmo a nova área adquirida (antiga AABB) tem tido a atenção devida. Enquanto isso o prédio no centro da cidade está em completo abandono.